The Games Maker.jpg

Direção de Arte, Criação e VFX

Sobre o curso

Em um formato inédito, esse curso conta com a presença de mulheres profissionais atuantes no departamento de arte da Argentina, Brasil, Colômbia e México para partilhar conhecimentos e experiências através de suas criações e, sobretudo, de um pensamento orientado aos efeitos visuais.


O curso aborda questões relevantes para pensar a direção de arte à luz dos chamados VFX: quais seriam as possíveis distinções entre cenário real e cenário criado em pós-produção? Como é a cooperação entre diretor de arte e o supervisor de efeitos visuais? Qual imbricação necessária entre arte, efeitos visuais e ainda os efeitos especiais? Como se dá a relação entre
miniatura, live action e pós-produção? É possível pensar essas questões em filmes de orçamento reduzido? Esses e tantos outros temas podem ser levantados à medida em que se desenvolve o projeto de arte dos inscritos no curso.

 

As aulas são divididas em dois eixos complementares: o primeiro focado em investigação estética, a partir da reflexão sobre as formas de criação do conceito de arte, que encara a direção de arte de maneira mais holística; desenvolvimento de mood boards que flertam com as artes gráficas e visuais; desenho experimental de técnica mista e criação de concepts.

 

O segundo eixo dedica-se à discussão sobre a cenografia, a decoração de cena, os efeitos especiais (incluindo a miniatura nesse cabedal) e os efeitos visuais a partir de um projeto de arte, cujo tema é comum a todos. Desde o início do curso, as aulas se valem de dinâmicas práticas, enriquecidas com comentários e pareceres das convidadas e dos participantes inscritos.

 

O curso é indicado para pessoas oriundas de países latino-americanos (ou que dominem o idioma português ou espanhol) que tenham conhecimento prévio de direção de arte, sejam da direção de arte, assistência de arte, cenografia, decoração de cena, direção, direção de fotografia ou qualquer interessade que queira se aprofundar neste rico e dinâmico departamento.


A presença de mulheres latino-americanas do departamento de arte e a possibilidade de pessoas inscritas de diversos países ensejam a efetiva troca de saberes, vivências e experiências dentro do audiovisual latino-americano. Sejam bem vindes!

Conteúdo Programático

Aula 1 - Existem tipos de direção de arte?

Próxima turma: 19 a 30 de Julho

Online (Ao Vivo)

Aulas de segunda a sexta-feira.

Segunda a sexta: das 19h30 às 22h30

Valores:

 

R$ 1.650,00 (à vista)

ou

6 vezes de R$ 297,00

*Associades  APAN, APAA-PE, APAA-BA, APODEC BRA.DA, FIGA, FIAR, Mulheres Negras do Audiovisual, estudantes de universidades públicas (renda familiar de até 2 salários mínimos) e beneficiáries do Fies possuem 25% de desconto. 

 

**Ex-alunes da Bucareste possuem 10% de desconto. Caso  ex-alune faça parte das associações citadas, o desconto é cumulativo. 

*O curso irá ocorrer na plataforma Zoom - os inscritos receberão o link e senha de acesso um dia antes do início das aulas 

Carga Horária: 30 horas

Esse primeiro encontro procura gerar uma reflexão sobre as produções pessoais dos inscritos no curso: existe alguma forma de classificação da direção de arte? Como podemos pensar nossos projetos à luz dessas categorias? A partir disso, a aula abordará o tema do projeto de arte a ser desenvolvido ao longo do curso, que nos oferece ferramentas para pensarmos na relação entre espaço urbano e espaço privado; exterior e interior; cenário real construído/dressado, miniatura e ainda pós-produção.

Aula 2  -Pesquisa e criação

Para uma parte dos diretores de arte, a pesquisa é a etapa fundamental na criação de um projeto. Há um conjunto de reflexões sobre esse momento que nos leva a encarar a direção de arte de maneira mais holística: de que modo a direção de arte poder abordar questões sociais, políticas, ambientais não explicitadas pelo roteiro? Como organizar e apresentar essas informações de modo a torna-las compreensíveis aos outros departamentos?

Aula 3 - Mood board

Mais do que um painel com imagens em formato quadrado ou retangular dispostas ao lado a lado, o mood board pode ser um processo criativo, dinâmico e desafiador. Versões de mood boards se alimentam da linguagem da assemblage modernista e da colagem digital e podem inspirar outras formas de criação, que flertam tanto com as artes visuais quanto com o design gráfico. Os exemplos apresentados são trabalhos desenvolvidos tanto por diretores de arte, quanto por diretores que pensavam o visual de seus filmes de maneira não convencional.

Aula 4 - Desenho experimental 

Essa aula de desenho experimental será um percurso por distintos materiais e formas de representação através da utilização de técnicas mistas para a criação de representações livres. Adentraremos na tridimensionalidade: como representar volumes no espaço, conceitos essenciais de desenho, descobrir as formas geométricas que estruturam os objetos, valores de linhas, luzes e sombras, perspectiva e profundidade. Para finalizar, realizaremos um exercício de representação espacial experimental, cujo tema se relaciona com o projeto de arte do curso.

Aula 5 - Concept e pós-produção

A aula se dedicará à articulação entre a direção de arte e a pós-produção de efeitos visuais através de um concept de um cenário, para que possamos pensarmos na pré-producão, filmagem e pós-produção de uma cena.

Aula 6 - Cenografia e efeitos

A relação entre direção de arte, cenografia e efeitos especiais, ópticos e os agora VFX, ou efeitos visuais, ocorre ao largo da história do cinema. Tendo em vista a reflexão sobre o audiovisual contemporâneo, serão mostrados trabalhos tanto do cinema clássico, quanto do cinema mexicano e do cinema mundial, referências para que os participantes possam desenvolver seus projetos, a partir da relação entre efeitos especiais e visuais, espaço e cenografia audiovisual.

Aula 7 - Direção de Arte e VFX

Essa aula tem em vista apresentar filmes que destacam a relação estrita entre conceito, projeto e VFX. A colaboração do supervisor de efeitos visuais se faz necessária desde a pré-produção, pois esse profissional orientará sobre quais aspectos o projeto de arte deve se deter em relação à pós-produção, a fim de evitar erros, repetições e colocar a direção de arte como elemento importante também na finalização do filme.

Aula 8 - Miniatura e pós-produção

Trabalhar com modelos em escala abre um horizonte de possibilidades criativo-expressivas sem ter que lidar com as dificuldades orçamentárias ou logísticas de um cenário em tamanho real. Através da prática se adquirem ferramentas para o desenvolvimento e construção em miniatura, envolvendo um pensamento sobre escala, espaço, live action e pós-produção.

Aula 9 - Orientações para projeto

Essa aula é uma espécie de orientação ou arremate dos projetos de arte em fase de finalização no curso. Para aperfeiçoamento deles, serão oferecidas alternativas ou exemplos da dinâmica intrínseca entre a cenografia, os props e os efeitos especiais com os efeitos visuais de pós-produção em filmes e séries brasileiros.

Aula 10 - Projeto

A partir das reflexões em conjunto, dos exercícios e dos comentários e orientações recebidos das profissionais convidadas, os participantes apresentarão o projeto de arte desenvolvido ao longo do curso. Mais do que uma apresentação, esse momento será o de refletir sobre a imbricação entre o projeto e a fundamentação estética, conceitual e técnica abordadas em aula.

Coordenadora

Foto_Curaca_edited_edited.jpg

Laura Carvalho - Diretora de arte e pesquisadora sobre cor. Possui graduação em Audiovisual pela Universidadede São Paulo e tem mestrado em Teoria e Estética do Cinema pela mesma instituição de ensino. É membra do Production Designers Collective e da Bra.da Coletivo de Diretoras de Arte do Brasil.


Trabalha no departamento de arte desde 2008. Como diretora de arte, assinou projetos
nacionais e internacionais, como os longas Agreste e Abraço, as séries francesas Death Corner e Demain si J’y Suis, a performance multimídia Awakening (Singapura), as animações ítalo-brasileiras As Aventuras de Pety e O Mundo Mágico de Pety, dentre outros no Brasil. Atualmente está em um longa-metragem de coprodução internacional.


Participou do programa Production Design Studio da Berlinale Talents 2021, do Festival de Cinema de Berlim. Fez residências artísticas no Japão e no Brasil, cujos projetos investigam arquitetura popular contemporânea e cor, e participou de conferências no Japão, Inglaterra e Espanha.

Professoras

Claudia Calabia_Foto_edited.jpg

Claudia Calabi (Brasil) - Formada em Artes Plásticas com pós-graduação na Universidade de Arte e Design de Helsinque (AALTO) e mestrado em Novas Mídias na Academia de Arte de Helsinque (Kuvataideakatemia), Claudia começou a trabalhar como diretora de arte em 2012 para publicidade, cinema e séries de TV para HBO, Globo, Globo Filmes, Paris Filmes. Dentre seus trabalhos, destacam-se o filme e série Carcereiros, a série Hard, os longas Abe e Na Quebrada.

 

Além de direção de arte, dirigiu o documentário Encarcerados, junto com Pedro Bial e Fernando Grostein Andrade.

Diana Saade_Picture_edited.jpg

Diana Saade (Colômbia/México) - Estudou Cinema e Fotografia na UNITEC, Colômbia. Anos depois, viaja à Cidade do México, onde estuda Direção no Centro de Capacitação Cinematográfica. Atua há mais de 15 anos como diretora de arte e decoradora de cena em vários projetos cinematográficos no México e na Colômbia.


Dentre seus trabalhos como diretora de arte, destacam-se os filmes Conozca la Cabeza de Juan Pérez (2008), Asalto al Cine (2009), 180 grados (2009), Edificio Royal (2011), El Faro (2013), Ruido Rosa (2013), Crimen con Vista al Mar (2013), Princesa (2014), Antes del Olvido (2016), Emma, Dios y el Futbol (2017), Cosas Imposibles (2019), Soy tu Fan (2021).

 

Em 2015, foi nominada ao Prêmio Macondo de Melhor Direção de Arte (Colômbia). Atualmente
reside na Cidade do México.

Julieta Iacono_Picture_edited.jpg

Julieta Iácono (Argentina) - Maquetista e cenógrafa. Estudou Direção de Fotografia na Universidade do Cinema (FUC). Paralelamente, realizou cursos e workshops em diversas instituições como CFP, FCBA, CCR.

 

Em 2011, começou a trabalhar com cinema e publicidade como realizadora. Desde então, se especializou na relação entre maquetes e miniaturas para os meios audiovisuais, animação e instalações artísticas, trabalhando para diferentes países como Chile, Estados Unidos, Singapura, Espanha, Inglaterra, dentre outros.

 

Atualmente reside em Barcelona, onde se encontra desenvolvendo seus projetos pessoais.

www.julietaiacono.com

Karina Carbonatto_Picture.JPG
Lorenza Manrique_Picture.jpg

Karina Cabonatto (Argentina) - Diretora de arte, sócio-fundadora e atual Vice-presidente da AADA (Associação Argentina de Diretores de Arte do Audiovisual). Mestre em Desenho formada pela Escola Nacional de Belas Artes Rogelio Yrurtia. Começou sua carreira em Los Angeles, Estados Unidos, trabalhando como assistente para muitos diretores de arte. Desde 2005 trabalha como diretora de arte em projetos nacionais e internacionais. É docente de Direção de Arte na Escola Nacional de Experimentação e Realização Cinematográfica (ENERC).

www.karinacarbonatto.com

Lorenza Manrique (México) - Diretora de arte de filmes como Aro Tolbukhin, en la Mente del Asesino, de Agustí Villaronga; Las Vueltas del Citrillo, Chicogrande y Ciudadano Buelna, todos do realizador Felipe Cazals.

 

Ganhou 4 Arieles da Academia Mexicana de Artes e Ciências Cinematográficas e outras 9 nomeações por seu trabalho como diretora de arte, assim como prêmios internacionais.

 

Também realizou direção de arte e figurino dos filmes Las Buenas Hierbas, de María Novaro, e Morirse en Domingo, de Daniel Gruener. Trabalhou com diretores como Carlos Carrera, Gerardo Tort, Fernando Sariñana, Alejandro Gamboa, Alejandro Valle.
Como docente, ministrou cursos e workshops de direção de arte e figurino no Centro de Capacitação Cinematográfica (CCC), no Centro de Estudos Cinematográficos (CUEC) da UNAM, agora Escola Nacional de Artes Cinematográficas. É membra da Academia Mexicana de Artes e Ciências Cinematográficas desde 2013. Atualmente é Diretora Geral dos Estúdios Churubusco Azteca na Cidade de México.

Marcela Bazzano_Picture_edited.jpg

Marcela Bazzano - Diretora de arte, docente na Escola Nacional de Experimentação e Realização Cinematográfica (ENERC), sócio-fundadora e atual Presidente da AADA (Associação Argentina de Diretores de Arte do Audiovisual) e membra da Academia Argentina de Cinema. Graduada em Arquitetura pela UBA (Universidade de Buenos Aires). Começa sua carreira no audiovisual como cenógrafa nos anos 90 em produções nacionais e internacionais. A partir dos anos 2000, inicia sua carreira como diretora de arte, trabalhando em diversas séries e filmes. Entre as séries destacam-se Monzon (2019, Disney-Fox), Limbo (2020-2021, Disney-Fox), Terra Ribelle (2009-2010, RAI) e filmes como El Cuaderno de Maria (2019, Netflix), Operación Finale (2018, MGM), Nieve Negra (2016, Pampa Films).

Todas as professoras são profissionais atuantes do departamento de arte da indústria cinematográfica e audiovisual, e poderão ser eventualmente substituídas.