DIREÇÃO E LINGUAGEM 

EDIÇÃO ESPECIAL

Sobre o curso

É um curso prático de direção e de linguagem cinematográfica no qual o aluno é desafiado a rodar uma cena previamente proposta de duas maneiras completamente distintas — uma versão clássica e outra moderna; estimulando-o também a pensar o porquê de suas escolhas de encenação e de decupagem/montagem. 

 

Programa resumido

Aula 1 -  Cinema clássico versus cinema moderno, diferenças fundamentais. Introdução à decupagem e ao trabalho com o ator. No final da aula, os alunos serão divididos em dois grupos e cada um deles trabalhará na decupagem de uma cena proposta a eles. Farão a versão clássica e a versão moderna dela.

 

Aula 2 - Ensaio com os atores, revisão e fechamento da decupagem de cada uma das cenas. Filmagem.

 

Aula 3 - Edição. Análise do processo de trabalho e das cenas editadas.

Próxima turma: 25 e 26 de novembro

Horário: das 10h às 17h

Valor: R$ 290,00 à vista ou R$ 330,00 em até 3x

Carga Horária: 12 horas

Local: Rua Lisboa, 445 - Pinheiros 

Confira no vídeo um pouco do que o curso propõe. Nele, os alunos da turma anterior relatam suas impresssões.

PROFESSORES

Cláudio Gonçalves estudou Ciências Sociais na USP e Direção Cinematográfica na Escuela Internacional de Cine y TV de Cuba. Escreveu, dirigiu e editou os longas-metragens independentes “Loveless” , menção honrosa no CineEsquemaNovo de 2009, e “Foda-se, Meu Amor!”. Produziu, dirigiu e editou diversos videoclipes de bandas independentes veiculados na MTV e na TV Cultura. Dirigiu os curtas-metragens “La Calle”, “Entre Cuatro Paredes”, “Um Sequestro”, “Campanha” e  “Hotel Improvável”. Também dirigiu o documentário “El Estado de La Fabrica”, vencedor de vários prêmios em Cuba.

 

Fez parte do júri da 16ª e da 17ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Ministrou oficinas de cinema em diversos estados brasileiros: Piauí, Brasília, Pará, Espírito Santo e interior de São Paulo. 

Eduardo Bordinhon é ator, professor e mestre em Artes da Cena pela Unicamp (2015). Em sua trajetória, teve aulas com artistas como Fernando Leal, Beto Brant, Pedro Maciel Guimarães e Luiz Mário Vicente. Seus trabalhos mais recentes são os longas “Amador” (Cristiano Burlan -2014), “Corte Seco” (Renato Tapajós – 2014), “Hamlet” (Cristiano Burlan – 2015) e "Na Selva das Cidades" (André Sousa e João Sousa Cardoso - 2016), além de diversos curtas, onde trabalhou como ator ou assistente na direção dos atores.

 

No teatro é membro da Cia de Teatro Acidental, com ela realizando trabalhos com Rubens Brito (Sacra-Folia, 2006) Marcelo Lazzaratto (Mahagonny, 2008) e Carlos Canhameiro (O Rinoceronte, 2011 e O que você realmente está fazendo é esperar o acidente acontecer, 2014) e Clayton Mariano (Peça Esporte, 2015).

atendimento@bucareste.com

Tel. (11) 99910-6048

     

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta / 10h às 22h

Sábado / 10h às 17h

Atendimento pessoal somente com hora marcada